Cultura

RUC alarga prazo de inscrições nos cursos

A Rádio Universidade de Coimbra (RUC) inicia os cursos de informação, locução-realização e técnica de rádio e difusão com a possibilidade de inscrição ainda no decorrer da próxima semana. Por Rita Fé e Cláudia Pereira

O presidente da RUC, João André Oliveira, afirma que os cursos sofreram uma remodelação relativamente aos outros anos. Há uma divisão dos alunos em várias turmas, estando a cada uma associado um formador, procurando oferecer uma aprendizagem mais aprofundada dos temas. Um dos aspetos enriquecedores neste ano é também a aposta numa formação mais prática, incindindo sobre conteúdos de conhecimento e análise.

Concluída a formação, com a duração de um ano, dá-se uma seleção dos inscritos com base não só no desempenho mas também na motivação e dedicação demonstrada pelos formandos em continuar na RUC e dar-lhe algo de novo. No final de um ano espera-se que as pessoas estejam prontas para fazer rádio, perfeitamente habilitadas em cada uma das suas áreas.

A participação na Rádio Universidade de Coimbra vai além-fronteiras através da elaboração de programas a partir de estúdios no estrangeiro, o que nos coloca em contato com outros cantos do mundo.

João André Oliveira considera o número de inscrições positivo. No entanto, não deixa de referir que o universo abrangido pelos e-mails enviados via inforestudante conta com cerca de 20000 pessoas, já os inscritos rondam até ao momento os 100 estudantes.

IMG_8854

Fraca participação nas secções culturais

Dado este contraste não deixa de ser importante compreender os fatores associados à constante diminuição do conhecimento e procura das secções que constituem a Associação Académica de Coimbra (AAC). Perante esta questão, o presidente da RUC responde que “existem dificuldades das secções culturais em divulgar-se da melhor forma. Com o Tratado de Bolonha as pessoas passam cada vez menos tempo na cidade e acabam por não conseguir integrar-se.”

Relativamente à responsabilidade da AAC na divulgação das suas secções, afirma que “a Associação não tem força para fazer chegar aos estudantes as diversas oportunidades que tem para oferecer em parte devido à falta de organização dos organismos que a compõem,” apontando também para o fator da crise e a consequente pressão para finalizar o curso superior em três anos como um dos principais motivos para esta fraca adesão.

Qualquer um pode aventurar-se nas mais variadas áreas oferecidas pela AAC. Através de uma participação ativa, o estudante tem acesso a oportunidades fulcrais que visam a aquisição de experiência e uma maior preparação para o mercado de trabalho.

A RUC, além de disponibilizar o curso com um custo associado de cinquenta euros, encontra-se sempre disponível a novas pessoas e ideias, mesmo que ultrapassado o prazo de inscrições, sendo possível contactar a Rádio Universidade de Coimbra via Facebook, e-mail ou telefone.

Discussão

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: