Cultura

Cinema Underground nas Galerias Avenida

A terceira maratona apresenta filmes como “Black Tv”, de Aldo Tambellini, “Pensão Globo”, de Matthias Müller, ou “The Desert Archipelago”, de Katsu Kanai. Por Fátima Geraldo

Hoje, 6 de dezembro, a partir das 15h00, decorre a terceira “Maratona Subterrânea”. Um projecto cinematográfico da Associação Cultural Prisma, que já conta duas edições anteriores, a primeira realizada em outubro de 2013 e a segunda em maio deste ano.

Numa tentativa de “recolher uma variedade de autores de cinema mais underground”, o programa conta com a passagem de nove filmes que vão do surrealismo japonês ao cinema estruturalista, distopias sci-fi punk, pesadelos em modo found footage, e ainda inclui clássicos de Aldo Tambellini, Katsu Kanai, Matthias Muller, Ligo Olive, e outros.

Sem uma temática propriamente definida, a ideia é abordar assuntos com “uma certa intoxicação mental, erotismo e morte”. Este é um formato que, segundo Manuel Pereira, da Prisma, “em termos de cinema, tem sido o que tem provocado mais interesse e que tem trazido mais público”.

Para além deste projecto, a Prisma tem realizado outras actividades, grande parte delas integradas no festival Derrube, realizado anualmente nas Galerias Avenida. Em relação a novos projectos sobre cinema, a Prisma ainda não tem nenhuma ideia bem definida. Quanto a uma nova edição da “Maratona Subterrânea”, ainda não existe data agendada. “Estamos a tentar que seja de seis em seis meses”, aponta Miguel Pereira.

A última sessão está marcada para as 20h00, no estúdio dois das Galerias Avenida.

the-desert-archipelago

Discussão

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: