Ciência & Tecnologia, Uncategorized

Museu da Ciência da UC celebra o “Dia de Darwin” com atividades para todos

12 de fevereiro é o dia internacional de Charles Darwin e, como tal, o Museu da Ciência da Universidade de Coimbra recebe esta quinta-feira a exposição “Dia de Darwin” – uma iniciativa que marca o aniversário do pai da teoria da evolução. Por Tiago Cortez

Charles Darwin nasceu a 12 de fevereiro de 1809 e aos 23 anos iniciou a viagem que o levou a escrever o livro “A Origem das Espécies”, em que o cientista britânico descreve a teoria da evolução. Duzentos anos depois, a teoria de Darwin é considerada um avanço no mundo científico e Paulo Gama Mota, diretor do Museu da Ciência da Universidade de Coimbra (UC), considera que comemorar a data “é importante para promover e falar do conhecimento científico”. O professor associado do Departamento de Ciências da Vida da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UC (DCV/FCTUC) destaca ainda a importância de difundir o conhecimento científico contra o “pensamento obscurantista” que impede a discussão de assuntos como a evolução e as alterações climáticas.

Uma das atividades previstas é a leitura encenada do conto “Henriqueta: a Tartaruga de Darwin”, uma iniciativa destinada a crianças entre os três e os cinco anos. Rita Campos, bióloga evolutiva e organizadora da iniciativa, diz-nos que o livro “conta a história de Charles Darwin, a viagem do Beagle e o que é a teoria da evolução”. Depois, as crianças “ vão poder ver alguns animais que Darwin viu”, afirma a bióloga, numa visita guiada pela Galeria de Zoologia. A organização espera uma boa afluência de público, estando já prevista a participação de 50 crianças do Jardim-Escola João de Deus. Paulo Gama Mota comparou ainda a viagem de Darwin na América do Sul à exposição que os mais novos vão poder assistir amanhã no Museu da Ciência. “Há uma grande semelhança entre o deslumbramento que Darwin teve e o deslumbramento que as crianças têm quando estão a conhecer coisas novas”, disse o director do museu.

Da parte da tarde vai decorrer o seminário “A arquitectura segundo Charles Darwin”, com Mauro Costa, docente do Departamento de Arquitectura (DArq) da FCTUC. Rita Campos conta que o professor “vai dar uma palestra sobre as aplicações da teoria da evolução na arquitectura”. A bióloga explica que existe “uma família de algoritmos que usam a teoria da evolução por selecção natural, de Darwin, aplicada aos mais diversos campos”. A cientista esclarece que “a ideia funciona como a selecção natural, há várias características diferentes, algumas estão mais bem adaptadas e, à partida, serão seleccionadas positivamente”.

(DR)

(DR)

Anúncios

Discussão

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: