Uncategorized

Alertar para prevenir o ‘bullying’

Face a uma realidade onde o ‘bullying’ está cada vez mais presente, o IPDJ e a ASO unem forças   na sensibilização da sociedade para o combate à agressão entre os jovens. Por Margarida Mota

O Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ) de Coimbra recebe, no próximo dia 20 de outubro, entre as 14h e as 17h, uma ação de formação/’workshop’ intitulada “Bullying/Não estás sozinho”, em parceria com a Associação Soltar os Sentidos (ASO). Segundo José Cardoso, diretor regional do Centro do IPDJ, urge a necessidade de se realizarem sessões de sensibilização para o ‘bullying’, “pela importância e pela gravidade que o tema tem para a comunidade em geral, em particular para os jovens”.

Face ao panorama nacional de um “crescimento acentuado de comportamentos extremos entre os jovens”, Coimbra não foge à regra. Assim, o IPDJ assume como objetivo, e “enquanto entidade pública, a obrigação de intervir de forma ativa sobre o assunto, mediante uma variada oferta de programas”.

O evento de amanhã começará com uma pequena contextualização sobre a temática do ‘bullying’, que inclui não só as suas consequências, como também os diferentes tipos de agressão. “Estamos a falar de questões psicológicas, nomeadamente da questão da exposição pública através da Internet, e não apenas da agressão física”, acrescenta José Cardoso.

A primeira parte, destinada aos técnicos, terá uma vertente mais formativa, sobre “como devem atuar os adultos que assistem e que têm conhecimento destes comportamentos”, refere o diretor. Numa segunda fase, dirigida aos jovens, a questão é abordada segundo uma perspetiva mais preventiva, para que “os jovens devam estar mais alerta aos sinais”, afirma. Com a “prevenção e intervenção” como linhas orientadoras das sessões, o evento conta já com mais de 100 jovens inscritos, dentro dos quais, de acordo com o diretor, “vítimas, agressores e espetadores”.

Como promotora da ação de formação está a Associação Soltar os Sentidos (ASO). Tal como o IPDJ, com o qual fez parceria para o evento, preconiza a inclusão social e o ajustamento social dos jovens através da “prevenção e combate de comportamentos desviantes”, tendo como público-alvo “pessoas entre os seis e os 21 anos e famílias em estado de vulnerabilidade social”.

Discussão

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: