Ensino Superior

Comemoração do dia da FMUC presta foco à investigação

No aniversário da centenária faculdade vão estar em destaque áreas científicas. Durante o dia há ainda homenagens e prémios a atribuir. Por Flávia Alves e João Pimentel

A origem da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC) remonta ao surgimento da própria UC. A 14 de dezembro celebra-se o seu aniversário, numa comemoração a ter lugar no Auditório da Unidade Central, no Pólo III. A efeméride conta com a presença do reitor da UC, João Gabriel Silva, e diversos colaboradores e tem por objetivo o reconhecimento de todos aqueles que contribuíram no passado para a investigação e ensino médicos.

O dia da FMUC tem início com uma palestra. “Caffeine: dissecting its protective effects in retinal degenerative diseases” vai ser apresentada por Francisco Ambrósio e representa uma das “áreas de investigação que está a ser desenvolvida por um dos grupos mais fortes de investigação da faculdade”, começa por explicar o diretor da FMUC, Duarte Nuno Vieira.

O trabalho desenvolvido pelo grupo de investigadores, no âmbito das doenças retinais degenerativas associadas ao envelhecimento e a sua relação com a cafeína, sagrou-se vencedor do Prémio Mantero Belard, englobado nos Prémios Santa Casa Neurociências, no valor de 200 mil euros.

Após a palestra e, já com a presença de João Gabriel Silva, vai ter lugar a distinção dos melhores alunos de mestrado do ano transato bem como ser prestada “uma singela homenagem aos professores, ao investigadores, aos antigos docentes e não docentes”, refere Duarte Nuno Vieira.

A par da celebração do Ano da Luz, que decorre em 2015, Carlos Fiolhais, docente da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, vai fechar a sessão de encerramento com uma conferência, intitulada “Haja luz! A luz na física e na medicina”. Para o diretor da FMUC, trata-se de uma forma de refletir “sobre a luz e sobre a ligação desta à Medicina”.

Por altura da celebração do seu próximo aniversário, em 2016, a FMUC vai contar com novas infraestruturas, “nomeadamente a subunidade 2, que é mais um novo edifício”. Outro objetivo a que a direção da FMUC se compromete é a “continuidade à reforma curricular que iniciou no âmbito do Mestrado Integrado em Medicina” e ainda a introdução de uma “reforma curricular no âmbito do Mestrado Integrado em Medicina Dentária”. O seguimento da dinamização das áreas de investigação é também uma pretensão a ser alcançada, “em particular em novos domínios como o projeto Ageing”, que se tem revelado fundamental para a faculdade, conclui Duarte Nuno Vieira.

01-2 polo3_29

Fotografia: DR

Discussão

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: