Cultura

Uma viagem emocional em palco no TAGV

Situações-limite, fuga, esperança ou medo são alguns dos temas do diptíco teatral. O espetáculo é um apelo à visão interior. Por Carlos Almeida

“Águas Profundas/Terminal de Aeroporto” são duas peças de teatro que se fundem num único espetáculo a ser apresentado, amanhã, 6, no Teatro Académico de Gil Vicente (TAGV). As peças pretendem, “sem subestimar a inteligência do público”, levar a audiência a “um mergulho interior”, segundo Mafalda Lencastre, assistente de encenação das peças. O encenador, Nuno M. Cardoso, coloca “as personagens a trabalhar todas em momentos decisivos”, segundo a assistente.

António Durães, Maria João Luís, Albano Jerónimo e o próprio encenador são alguns dos atores que interpretam “Águas Profundas”. Já “Terminal de Aeroporto” é interpretado por Rita Brütt. Todas as personagens se deparam com situações-limite, e “uma das peças fecha o ciclo da outra”, avança Mafalda Lencastre.

As peças são ambas da autoria do dramaturgo inglês Simon Stephens, que as une devido à localização em que a ação se desenrola – Aeroporto de Heathrow e proximidades. Na adaptação de Nuno M. Cardoso, as peças não estão localizadas num ponto especifico do mapa.

Ambas abordam temas como “o medo, a espera, o amor, a beleza, a decisão, o julgamento ou não julgamento” que, segundo Mafalda Lencastre, “são valores sempre atuais da humanidade”. Na primeira parte do espetáculo, “Águas Profundas”, a plateia é confrontada com o “discurso duro” de Simon Stephens. “São três cenas, todas elas entre duas pessoas, um homem e uma mulher.” Quanto à segunda parte, o monólogo é de “uma mulher que vai viajando entre várias escalas do universo interior e exterior dela” o que deixa em aberto a rotura de uma vida rotineira.

Com “relativamente pouco tempo de ensaios”, Mafalda Lencastre diz que “é sempre difícil montar um espetáculo”, mas que “o encenador consegue sempre fazê-lo e integrar os atores”. “São peças em que está tudo no texto e as pessoas precisam de estar em sintonia para perceber a intenção primordial de cada um”, afirma.

unnamed

Fotografia gentilmente cedida por: TAGV

Discussão

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: