Ensino Superior

Magna aprova prolongamento da revisão dos Estatutos da AAC

Prazo para o fim da ARE é agora maio de 2017. Trabalho de revisão está em andamento, diz presidente do CF/AAC. Por Vasco Sampaio

Durou dois minutos a Assembleia Magna (AM) em que os estudantes aprovaram por unanimidade a extensão do mandato da Assembleia de Revisão dos Estatutos (ARE) da Associação Académica de Coimbra (AAC). Às 18h30 de ontem, no Teatro Paulo Quintela da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, a única intervenção feita partiu do presidente do Conselho Fiscal (CF/AAC), Bernardo Nogueira, que expôs a posição do órgão que preside sobre o assunto.

“O CF/AAC decidiu estender o mandato por mais um ano, caso assim fosse decidido em AM”, mediante duas condições: “até dia 5 de maio, [data do fim do mandato], tinha de ser convocado novo plenário da ARE onde fosse definido aquilo que faltava fazer e fosse calendarizado o decorrer dos trabalhos”, explicou. Cumpridos os requisitos, foi o próprio órgão que pediu a convocação da reunião de estudantes que tinha por único ponto esta votação.

Ainda que tenha sido uma “AM em que não houve discussão”, o objetivo da convocação da reunião foi cumprido, visto que o CF/AAC pretendia que “fossem os estudantes a decidir esta lacuna que existe nos Estatutos”, segundo o presidente.

Quanto ao trabalho já realizado pela ARE, Bernardo Nogueira adianta que não há ainda decisões finais quanto a alterações a fazer nos Estatutos da AAC, mas foram já “vistos e revistos cerca de 40 artigos”, pelo que os trabalhos estão em andamento. Ainda assim, é certo que “o modo de revisão dos Estatutos vai ser reformulado”, para evitar que problemas como este se repitam.

O atual mandato da ARE começou a 5 de maio de 2015 e estava previsto para terminar este ano. Com a extensão aprovada, o final do trabalho de revisão é agora adiado até ao mesmo dia, em 2017.

logotipoaac-cópia

Fotografia: Arquivo

 

 

 

Discussão

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: