Ensino Superior

Eleições para Conselho Geral da UC marcadas para 6 de dezembro

Órgão procura diminuir a taxa de abstenção do último sufrágio. Articulação com AAC pode ser uma solução. Por Vasco Sampaio

Foi na reunião do Conselho Geral (CG) da Universidade de Coimbra (UC) de ontem, 27, que se finalizou o regulamento para a eleição de representantes de estudantes no órgão de governo da UC durante os próximos dois anos. Sem significativas alterações em relação ao documento da última eleição, Gonçalo Bento, representante dos estudantes de primeiro e segundo ciclos no CG, adianta que “a ideia é que as eleições aconteçam no final do ano. Será em novembro a entrega e apresentação das listas e no dia 6 de dezembro a votação”. Este ano, a escolha dos representantes de estudantes vai coincidir com a dos que representam docentes e não docentes no mesmo órgão e que são eleitos para um mandato de quatro anos.

A aprovação do regulamento eleitoral foi antecedida por um debate com o objetivo de diminuir a taxa de abstenção nestas eleições, que há dois anos chegou a 83,1 por cento. O representante dos estudantes fala na necessidade de articulação com a “comissão eleitoral para a eleição dos corpos sociais da Associação Académica de Coimbra [AAC]”, de forma a que as datas de ambos os sufrágios não sejam próximas.

A fraca adesão às urnas pode dever-se à falta de informação que a comunidade possui acerca do órgão, como reconhece Gonçalo Bento. O estudante menciona ainda uma sessão, a acontecer a 23 de setembro, que pode ser “uma forma de mostrar que o CG debate problemas para além do aumento das propinas”. “Em princípio, vai acontecer na Sala do Carvão [da Casa das Caldeiras], e vai ter quatro painéis – Cultura, Comunicação e imagem, Ambiente e bem-estar e Desafios da cidadania”.

UC mais próxima da Figueira da Foz

Também a adesão da instituição de Coimbra ao Pólo Português do Campus do Mar foi aprovada em CG. A UC junta-se assim aos institutos politécnicos de Viana do Castelo e de Leiria e às universidades de Aveiro, do Minho, do Porto e de Trás-os-Montes e Alto Douro, num projeto da Universidade de Vigo que pretende “optimizar recursos” para a pesquisa marítima, segundo consta na página oficial. Com esta união, “o Departamento de Ciências da Vida da UC, que trabalha a área da biologia marítima na Figueira da Foz, pode interagir com outras instituições e ganhar novas formas de candidatura a fundos comunitários”, conclui o estudante.

Novo regulamento à vista para docentes

Gonçalo Bento adianta que “já está a ser discutido um regulamento de prestação de serviço docente” da UC. A falta deste regulamento originou a emissão de um despacho com o “objetivo de uniformizar a questão”, segundo o representante, e de criar um primeiro passo no sentido da construção de um documento definitivo. Contudo, “para já, ainda não está nada fechado”, visto que a discussão agora encetada só vai originar propostas concretas numa futura reunião do CG, ainda por agendar.

artigo_universidade

Fotografia: Arquivo

Discussão

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: