Cultura

F2M2M2F, uma performance que retrata problemas sociais

O artista Tales Frey pretende sensibilizar o público para as discriminações sexuais presentes no quotidiano. Por Rita Espassandim

Integrado num dos mais recentes projetos do Teatro Académico de Gil Vicente (TAGV), a performance “F2M2M2F” vai ter lugar amanhã,11, pelas 14h30. O projeto vai contar com o ‘performer’ Tales Frey e com a participação de Tânia Dinis.

A inspiração para este trabalho surgiu a partir de “referenciais quotidianos” e da própria experiência do autor. Ao observar os crimes de homofobia e de transofobia o artista afirma que tudo isso “foi motivação para elaborar a performance”.

O objetivo deste trabalho centra-se em “gerar reflexão em torno desses preconceitos”. Tales Frey pretende que “a própria audiência se observe a reagir diante da ação mostrada, a qual exibe composições corpóreas variadas, com vários géneros”.

O ‘performer’ explica que o projeto “refere-se, já no título, aos procedimentos hormonais e cirúrgicos para a mudança do sexo biológico de um indivíduo”. Dois espelhos compõem, então, “diversas possibilidades de construções corpóreas” para os performers que se vão apresentar ao vivo. Não existe presença de texto falado; contudo, “há uma dramaturgia semiótica, sem palavras, cujo discurso é visual e amparado pela imagem”.

A escolha de um homem e de uma mulher para a realização deste projeto explica-se pelo facto de o elo estabelecido ser “heterossexual, demonstrando como a estranheza advém a partir da imagem que se opõe ao modelo social heterocentrado”. Há assim, uma demonstração através “de quebra de normas, de recusa de padrões”, que deixa de fora a orientação sexual de cada ‘performer’.

Apesar do entusiasmo com o género artístico da performance, Tales Frey define-se como um artista “híbrido, transdisciplinar”, que se interessa também por “fotografia e vídeo”. Alguns dos próximos projetos do artista passam por uma exposição em conjunto com Paulo Aureliano da Mata, entre 2016 e 2017, a partir de trabalhos criados na Islândia. Outra exposição vai ser apresentada também com Paulo Aureliano da Mata em Ovar, no Museu Júlio Dinis, entre abril e maio deste ano.

Tales Frey (Cia. Excessos), F2M2M2F

Fotografia gentilmente cedida por Tales Frey

Discussão

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: